Busca por categoria

Living

Decoração Living

O clássico contemporâneo por Mara Liz Ferrentini

2-_DSC3506

Localizado em São Paulo, na Vila Nova Conceição, o apartamento com atmosfera clássica ganhou toque moderno e nova repaginação. A responsável pela mudança – que fugiu do óbvio – foi a arquiteta Mara Liz Ferrentini.

O projeto começou com um grande desafio: dar leveza ao living que exibia muitos móveis antigos, pesados e marcantes. A cliente, que mora sozinha no apartamento de 400 m², aceitou a nova repaginação e adorou o resultado.

1-_DSC3521

A ideia principal foi quebrar a estética antiga com linhas retas e cores vibrantes. “Acreditamos que essa mistura levaria modernidade e arrojo aos móveis que vinham de família sem que perdesse a identidade”, conta Mara.

2-_DSC3506

Para a arquiteta, o azul foi a vedete do projeto. Dá para observar diversos pontos com essa tonalidade, como a porta, que é inteira esculpida, o pórtico e também os nichos, que foram carinhosamente apelidados de “abraçadinho”, pois abraça as paredes sem qualquer interrupção.

3-_DSC3549

Os nichos, produzidos pela Brera Design, com pintura da alemã Lechler, foram desenvolvidos de forma exclusiva a fim de atender as necessidades do projeto. Neles, não se observa ferragens, nem elementos de fixação. A ideia é que tudo ficasse oculto, proporcionando funcionalidade e uma estética visual agradável.

4-_DSC3561

A mesma pintura utilizada nos nichos, foi aplicada no pórtico de entrada, também desenvolvido pela Brera Design. Já na sala de jantar, a mesa antiga ganhou nova roupagem com tons de preto e cobre. Neste espaço, a continuação dos nichos se deu através da pintura off white para uma maior leveza.

5-_DSC3558

Na varanda, a mesa que compõe o espaço tem assinatura do designer italiano Giorgio Rubega, da Brera Design. A base com os pés de ferro ganhou pintura da Lechler, assim como o tampo em MDF usinado.

A Brera Design atendeu não só a expectativa da arquiteta, mas também a da cliente, uma senhora que não teve medo de ousar e misturar estilos, cores e texturas.

Dicas Living

Nove dicas para planejar uma sala de estar integrada

No post passado falamos sobre living e sala de estar. No de hoje, o assunto é mais específico, afinal, integrar a sala de estar à sala de jantar e à área gourmet, é normal nos projetos atuais.

living-zona-giorno-rafaschieri-234

Através de um painel de vidro, a sala de estar faz integração com a sala de jantar. Foto: Rafa Schieri

Há quem tenha muito espaço para a concepção de ambientes isolados, como a sala de estar em um lugar, a sala de TV em outro e a sala de jantar em outro, mas o que geralmente vemos é: ou um amplo espaço que se torna um living integrado ou então pequenos imóveis que precisam ser otimizados para que a sala de estar e a de jantar façam uma dupla harmoniosa junto à varanda gourmet (caso ela exista).

piovano-home-design

Sala de estar, jantar e área para leitura compõe de forma leve e clean o espaço. Fonte: Piovano Home Design

Algumas dicas são importantes na hora de pensar em um projeto esteticamente bonito e funcional. Veja:

1 – Menos é mais – procure usar somente o necessário de móveis e decorativos. Não é preciso se desfazer de alguns objetos, uma boa ideia está em mudar a decoração de tempos em tempos sem ser necessário utilizar tudo o que você tem. Isso faz com que a estética das salas se torne agradável.

una-raffinata-zona-giorno1

O detalhe em amarelo em laca brilhante dá um toque de cor e modernidade ao living integrado. Fonte: Studio Ambrogi

2- Estilo de decoração – procure utilizar a mesma linguagem em todos os ambientes. Um profissional de arquitetura ou interiores pode te ajudar nessa tarefa e transformar sua sala de estar e jantar em um ambiente que tenha a ver com o seu gosto e a sua personalidade.

3- Móveis planejados – optar por móveis planejados é uma ótima opção para que cada espaço seja aproveitado, além, claro, do design que eles oferecem. Planejar os móveis de acordo com as suas necessidades também é fundamental para o bem-estar do morador.

living_final10

A linha de livings Mercato, da Brera Design, oferece uma ampla liberdade de composições em diversos tipos de espaço. Fonte: Brera Design

4 – Tamanho do mobiliário – cuidado na hora de comprar mesas, sofás, tapetes e poltronas. É preciso que tudo seja medido, ou melhor, que tudo seja proporcional ao espaço que você tem. Imagina comprar um sofá enorme ou várias poltronas e não restar área para circulação? Ou então uma mesa de jantar que ultrapassa a área? Medir eletrônicos e os principais objetos que vão compor as salas também é importante.

5 – Cores – as cores do ambiente vai de acordo com o gosto pessoal, mas algumas dicas são bem-vindas na hora da composição. Cores claras, transparência, vidro e espelhos oferecem amplitude e um visual mais clean.

cucinelube

Estante com nichos vazados serve também como divisória de ambientes. O resultado é um efeito leve e moderno. Fonte: Cucine Lube

6 – Exclua portas e paredes que não são úteis – está faltando espaço ou tem portas que são praticamente inutilizadas? Que tal otimizar o espaço para circulação e ampliar o living. Neste caso, é necessária a ajuda de um profissional, mas certamente valerá à pena.

adriana-fontana-11

No ambiente da arquiteta Adriana Fontana, o espaço da sala de jantar tem canto alemão em apenas uma das paredes e espelho que oferece amplitude. Fonte: Adriana Fontana

7 – Canto alemão – Já ouviu falar? Muito utilizado em quem tem menos espaço em casa, o canto alemão faz bonito na hora de compor a sala de jantar. A ideia é utilizar uma estrutura de mdf no canto da parede e transformá-lo em um sofá. Fica aconchegante, funcional e charmoso.

ana-bartira

No living projetado pela arquiteta Ana Bartira, a varanda serviu como extensão do ambiente de estar e, além de receber com aconchego, valoriza ainda mais o amplo espaço. Fonte: Ana Bartira Bracante

8 – Varanda gourmet – a varanda não é apenas um acessório, como antigamente, hoje ela ganhou nova metragem e nova função. A área que reúne amigos e família é uma extensão da área social da casa, então nada mais justo que dar uma atenção especial a ela. Fazer o envidraçamento da varanda proteje o mobiliário e permite que o living ou a sala fique maior. Outra ideia é manter ou não as portas de correr. Tem pessoas que integram totalmente, outras preferem deixar o ambiente com carinha de varanda, em ambos os casos, é importante seguir um padrão de decoração.

9 – Cozinha – a cozinha também pode ser integrada ao living. Neste caso, essa área pode ganhar uma roupagem diferente das salas. Uma maneira de delimitar os espaços entre living e cozinha é utilizar diferentes tipos de revestimentos no chão.

cucine-lube

O ambiente com portas a menos faz uma leve integração com a cozinha. Fonte: Cucine Lube

Se você está em busca de móveis planejados com tecnologia italiana e materiais de alto padrão, a Brera Design chega ao mercado moveleiro para oferecer novas experiências repletas de requinte e originalidade. Nossas linhas se adaptam em diversos espaços e metragem. Conheça mais no nosso site e faça um orçamento do seu projeto.